mapa

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Lavagem Cerebral


Lavagem Cerebral

Desde o momento em que nascemos até a hora de nossa libertação estamos apenas fazendo o que a sociedade quer. Quando pequenos, nós falamos sozinhos, conversamos com bonecos, com animais, com plantas, tudo fala, tudo é vivo, mas depois o mundo vai morrendo, ou melhor, nós vamos morrendo, porque é feio ficar falando sozinho, daí entramos numa igreja e vemos todo mundo falando sozinho, ou falando com as estátuas, gente falando na língua dos anjos, gente incorporando, mas quando saimos da igreja, não podemos falar com os anjos! Ninguém conhece melhor a língua dos anjos do que uma criança e nós matamos isso nelas. Depois vem a escola e suas mentiras, condicionam as crianças a serem responsáveis, não existe palavra mais estúpida que essa: "responsável". O responsável não faz pelo prazer, faz pelo dever, é um escravo e quem foge a esse padrão é punido, quem entra no jogo ganha nota 10, para que servem as notas? Nota 10 para você e 0 para o outro, ou seja, você é 10 vezes melhor que ele, gostamos 10 vezes mais de você, quantificamos nosso amor e atenção em números, os mocinhos e mocinhas responsáveis são nota 10! Parabéns! Você acaba de matar um ser único e criou um robô!
A manipulação não para por aí, você arruma seu primeiro emprego e aprende que o trabalho enobrece a alma, aprende que devemos ajudar o próximo, mas não aprendemos a nos sensibilizar pela dor dele é apenas um dever, na verdade as pessoas não são nada sensíveis, adoram ver acidentes nas ruas, adoram desgraça e é por isso que a vida de todo mundo é assim, uma desgraça, você faz novos amigos e eles te ensinam muitas coisas importantes! Para ser aceito no grupo você se submete ao mais forte, e quem comer mais mulheres com certeza é o mais importante, o macho alfa, essa é a lei, o homem tem a capacidade de estar acima dos animais, mas não tem a coragem, a mente quantifica e qualifica quem é melhor que quem, quem come mais e quem come menos, mas não quantificamos nem qualificamos quem ama mais e quem ama menos, simplesmente porque o amor não é quantificável ou qualificável, simplesmente se ama e isso não tem valor, infelizmente não valorizam o amor, valorizam as roupas, o carro, o corpo, o sexo, mas nunca o amor, quem ama é tolo e um tolo é passado para trás pelos próprios amigos e peas próprias namoradas, o mundo não abre espaço para o amor. Está morto o amor também!
Seu chefe, os pastores e padres, seus pais, a escola, seus professores e mestres, todos eles te moldaram, te construiram e agora você é um casco vazio, sem essência, sem alma, você é sem você!
O ser humano já não sabe mais o que ele é, você sabe o que é desde que existam pessoas a sua volta, para qualificar, quantificar, medir, e te dar notas, os outros são um parâmetro para o ego, mas e o eu? Onde fica? Sofremos uma lavagem cerebral, espiritual, corporal para nos encaixar em algo que não nos retribui, só quem pode te retribuir é você mesmo, então acorde, deixe os outros de lado, fique sozinho por um tempo, fica com você, se aceite como um ser único, se desconstrua e procure você no meio disso tudo!
Os fracos temem a solidão, porque solitários eles terão de confrontar consigo mesmo, solitários não fazem sentido algum, foram condicionados a serem úteis socialmente, mas quando ficam sozinhos já não sabem quem são, então ocupam-se, mente vazia é oficina do diabo, é o que dizem. O dia que você parar tudo e ficar sozinho, deixar de pensar, pois o pensamento é algo preso no passado e no futuro, e passar a sentir, aí sim estará pleno, a plenitude é algo que nos transborda de nada, não sabemos não fazer nada, mas é não fazendo nada que tudo é feito é fazendo nada que fazemos sentido para nós mesmos. Perguntaram ao Buda, porque ele e seus discípulos sempre estava a gargalhar e sorrir, e ele respondeu: "É simples, não estamos pensando nem no passado nem no futuro, estamos apenas sentindo o presente"
Tudo é o que deveria ser, o ego não existe, o ego só existe enquanto os outros estiverem perto, enquanto o pensamento estiver no passado ou futuro, pare de procurar e veja as coisas como elas são e assim estará verdadeiramente livre para amar a vida, livre para viver no presente, livre de sua cultura e livre de sua religião, quem precisa de cultura, religião e educação? Somente os fracos que não sabem respeitar e amar! Mande seus amigos "ególatras" pro inferno, mande seus professores frustrados a merda, cuspa na cara do padre, profane sua religião em nome do amor a vida!

"Renunciai a vossa pretença cultura, e todos os problemas se resolverão"
Lao Tsé

9 comentários:

Mateus disse...

Muito bom, alias, falou algo q eh uma grande luta p/ nós na evolução.

abraços e luz

Cristal disse...

Vc falo a realidad de nosso mundo, so pra resumir lo que vc falo, porque los humanos precisan de muitas palabras mais nois de pocas.
Tem que vaciar el copo e voltar a chenar ele correctamente.
Bjos em sua alma meu anjel

Lorena disse...

Hahahahaha

Somos papagaios, sabe? O diferencial é escolher o que repetir. Quebra-cabeça social, um monte de peças díspares formam monstrinhos iguais, mas diferentes, quase poético se não fosse tão degradante.

"Desconstruir", foi essa a palavra.

Cesão disse...

"ególatras" e "desconstruir"...

A mente é assim mesmo, as palavras, a razão, elas são iguais para todos, você sabe disso!
O que muda é o que existe por trás das palavras, o que muda é o coração!
Se quiser, entenda "desconstruir" e "ególatra" como uma homenagem a ti!
Só não vá ficar se achando, tá?
hahahahahahahahaha!!!

Anônimo disse...

Bacana o blog, parabéns César, concordo em gênero, numero e grau. Principalmente a parte da desconstrução lembra Foucault e Deleuze, temos que nos desprender dos parâmetros da sociedade, até o ponto de talvez nos perdermos de nós mesmo para enfim nos reencontrarmos. Essa é a nossa verdadeira luta, a mais difícil, mas a mais premente e necessária.

Mariana disse...

Cé... por que as pessoas não sentem??? Por que as pessoas são condicionadas a uma coisa... e acham que apenas aquilo é a verdade e se vc mostra outra verdade para a mesma coisa elas entram em parafuso??? Por que elas são treinadas a entender apenas um ponto de vista?? Como se não pudessem sentir... pro diabo com as definições para tudo!! Se vc sente... vc entende??? Por que eu preciso te dar exemplos??? É só vc sentir... abre, liberte-se dos parametros... Por que não é assim?

Lanark disse...

Engraçado... a gente lê Calvin cheio de interesse quando criança mas ignora o peso da mensagem por trás das histórias dele...


Sobre o teu texto, não há o que comentar, parece que todos concordamos.

Vou apenas citar um ensinamento que o Sidarta, chará do Buda, descobriu por si mesmo:

"Não há diferença entre tolice e sabedoria, não há diferença entre razão e loucura, e nem entre Sansara e Nirvana..."

Cesão disse...

Má!
O sentir é algo muito pessoal, pra gente fazer o outro entender o que sentimos, precisamos da razão, a razão precisa das palavras e as palavras precisam seguir um padrão, as palavras tentam aprisionar os sentimentos, nem mesmo os melhores escritores conseguem transmitir o que eles sentem!
O sentir é algo extremamente pessoal!
Acho que é isso...
A gente fica pensando em explicar o sentimento e acabamos esquecendo de aproveitar o sentimento...
Beijão!

Ne disse...

Crianças são crueis...

Não acho que a educação dada pelas escolas seja boa, mas é impossivel a ensinar se viver... pois apenas nós mesmos podemos decidir como viver por nós mesmos... Tenta-se ensinar cultura, não acho isso errado, afinal cresci assim (com essa educação escolar) e sou feliz hj em dia... Não acho certo mandar a merda prof.s que tentam passar cultura...